Conselhos

Sinais e sintomas de câncer de ovário após uma histerectomia

Sinais e sintomas de câncer de ovário após uma histerectomia



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O câncer de ovário é o crescimento anormal das células dentro e ao redor dos ovários. O câncer pode começar nas células epiteliais que cobrem os ovários, nas células germinativas que produzem os óvulos ou no tecido conjuntivo que mantém os ovários juntos e produz estrogênio e progesterona. Às vezes, quando uma mulher faz histerectomia, os médicos deixam os ovários para trás para impedir que ela entre na menopausa precoce. Se uma mulher teve uma histerectomia, mas seus ovários estão intactos, ela ainda pode desenvolver câncer de ovário.

Sintomas Mais Comuns

Os sintomas do câncer de ovário podem imitar outras doenças e a doença geralmente passa despercebida até que outros tratamentos falhem. Segundo a American Cancer Society, os sintomas mais comuns são pressão abdominal com plenitude, inchaço e inchaço. Também existe urgência urinária, ou a necessidade frequente de urinar, além de desconforto ou dor pélvica. Esses sintomas estão presentes, independentemente de a mulher ter um útero.

Sinais e sintomas adicionais

Uma mulher pode experimentar indigestão persistente, gás ou náusea que não responde a outros tratamentos. Ela pode ter alterações inexplicáveis ​​nos hábitos intestinais, como constipação ou diarréia. Ou ela pode sentir perda de apetite ou tendência a sentir-se satisfeita rapidamente quando come. Uma mulher pode sentir dor durante a relação sexual ou dor lombar. Se a doença progride sem tratamento, ela pode sofrer de uma falta persistente de energia. Como esses sintomas também podem ocorrer em mulheres que não têm câncer do colo do útero, é importante fazer um diagnóstico adequado.

Sinais de diagnóstico

Tomografias, ressonância magnética e ultrassonografia abdominal podem detectar o crescimento de tumores nos ovários e em torno deles. Esses testes também podem detectar se os tumores se espalharam para outras estruturas. Uma colonoscopia pode determinar se há tumores no cólon ou no reto. Um médico também pode usar a laparoscopia - inserção de câmeras cirúrgicas - para visualizar os órgãos da cavidade abdominal e coletar amostras de tecido para biópsia. O médico também pode usar testes padrão, como hemograma e painéis hepáticos, para testar a função dos órgãos. Ele também pode solicitar um teste CA-125. Se os níveis forem elevados, isso pode indicar a presença de câncer cervical.