Informações

O que o balé faz no futebol

O que o balé faz no futebol



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Embora o balé e o futebol pareçam inicialmente muito diferentes, existem semelhanças entre as duas atividades. Os mesmos grupos musculares são usados, habilidades semelhantes são necessárias e até mesmo algumas das mesmas lesões são comuns. Por isso, praticar balé como uma forma de treinamento cruzado pode melhorar o desempenho de um jogador no campo de futebol. Jogadores profissionais de futebol como Vance Johnson e Akili Smith atribuem o balé ao seu sucesso geral em campo.

Flexibilidade

A flexibilidade é muito importante no futebol, apesar do esporte ser visto como uma atividade centrada na força. A flexibilidade ajuda os jogadores a evitar tackles e capturas e pode reduzir a probabilidade de lesões nas articulações, como joelhos e ombros. O ballet conta com flexibilidade para criar movimentos graciosos; portanto, jogadores de futebol que estudam ballet recebem treinamento que aumenta sua flexibilidade além do que eles provavelmente receberiam realizando exercícios e exercícios padrão de treinamento de futebol. Lynn Swann, membro do Hall of Fame da NFL, até credita seu desempenho gracioso nos jogos, em parte à flexibilidade que ele aprendeu com o treinamento de balé e outras aulas de dança, acrescentando que esse treinamento o ajudou a obter controle corporal, equilíbrio e uma sensação de ritmo e tempo.

Velocidade e Agilidade

No campo de futebol, velocidade pode significar a diferença entre um tackle e um touchdown. O ballet fortalece as pernas, joelhos e tornozelos e utiliza movimentos rápidos das pernas, os quais ajudam no desenvolvimento de uma velocidade de corrida mais rápida. Por causa das várias voltas e outros movimentos incorporados à prática de ballet, os jogadores de futebol que estudam ballet também se tornam mais ágeis e aprendem a recuperar sua velocidade rapidamente depois de mudar de direção ou girar para evitar uma entrada.

Força

Embora os dançarinos de balé não sejam o que muitas pessoas pensam quando imaginam indivíduos fortes, o balé na verdade exige uma quantidade significativa de força nos braços e pernas. O balé também ajuda a desenvolver força muscular sem adicionar quantidades significativas de volume ao corpo; isso é especialmente importante para kickers e certos jogadores ofensivos, como receptores largos e costas que precisam de pernas fortes, mas não necessariamente desejam massa muscular que possa prejudicar seu desempenho.

Saldo

Um bom equilíbrio é vital para ser eficaz como jogador de futebol. O balé também exige um bom equilíbrio, já que muitas das técnicas usadas no ballet envolvem saltos, curvas e poses que colocariam uma pessoa sem treinar o equilíbrio. Melhorar o equilíbrio através do treinamento de balé torna mais fácil para os jogadores fazerem saltos sem perder o equilíbrio e permanecerem de pé enquanto os adversários tentam atacá-los ou tirar a bola das mãos.

Foco mental

O balé exige muito foco, já que a maioria dos movimentos no balé deve ser feita com precisão enquanto parece graciosa e sem esforço. Esse foco também é um grande benefício no campo de futebol, permitindo que os jogadores sigam jogadas complexas, acompanhem a posição da bola no ar e tomem decisões em tempo real, o que pode determinar se a bola chega à zona final. O treinamento de balé também pode reduzir os efeitos da ansiedade no desempenho, permitindo que os jogadores de futebol tenham o melhor desempenho, mesmo que fiquem nervosos diante das multidões.

Resistência

O balé e outras formas de dança são considerados exercícios aeróbicos porque os músculos utilizados durante as sessões de dança e o treinamento requerem uma grande quantidade de oxigênio para serem executados; isso resulta em uma carga de trabalho aumentada para os pulmões e o coração, enquanto eles tentam fornecer esse oxigênio. O exercício aeróbico fortalece o coração e o sistema circulatório, facilitando o fornecimento de oxigênio e nutrientes aos músculos durante períodos de intenso trabalho muscular. Para os jogadores de futebol, isso se traduz em maior resistência no campo, permitindo que seus corpos corram, pulem e enfrentem impactos de outros jogadores por um longo período de tempo sem se cansarem.